Menu

Carlinhos Brown apresentou sua programação de Carnaval em coletiva no Museu du Ritmo hoje, 24 de fevereiro. Sr. Mundinho, especialista na construção de trios elétricos, e os presidentes dos blocos de índios Apaxes (Adelmo Costa) e Comanches (Jorginho Comancheiro) também estiveram presentes.

VidaCarnaval
Comemorando 35 anos de carnaval, Carlinhos Brown fará 5 dias de folia

Carlinhos Brown completa 35 anos de carreira sobre os trios elétricos do Carnaval de Salvador mostrando o entusiasmo de sempre e o poder de realizar que o tornou um dos artistas brasileiros mais prestigiados em todo o mundo. Com Camarote Andante e Arrastão prontos pra sair, o artista ainda faz show no Pelourinho, participa do Comboio Afródromo e revitaliza dois trios clássicos da história da festa soteropolitana.

Com uma trajetória que começou em 1979, quando, aos 17 anos, o menino do Candeal subiu pela primeira vez em um trio elétrico com a banda de rock Mar Revolto para tocar a percussão aprendida nos terreiros de candomblé, Carlinhos Brown hoje acumula um currículo singular. São mais de 600 composições, 13 discos, criação da Timbalada, indicação ao Oscar, além de prêmios nacionais e internacionais por seu trabalho cultural e social.

#afródromorevitaliza

Todo esse percurso não o afasta da sua raiz, a cultura de rua e a música da Bahia. Para abrir o carnaval em que comemora 35 anos de carreira, Brown traz de volta à festa, através do projeto Afródromo Revitaliza, dois trios que marcaram história. São reedições da Caetanave (1972), criada por Orlando Tapajós para homenagear Caetano Veloso em sua volta do exílio, e do trio da marca de cachaça Saborosa (1968), agora chamado de Garrafão. “Há sonhos que são possíveis. Ver esses dois trios na rua é um deles”, conta Brown sobre seu esforço pessoal em trazer de volta a origem da festa. Os trios foram construídos por Raimundo Campos, conhecido como Sr. Mundinho, da família Tapajós, que tem seu lugar na história da construção dos equipamentos desde 1959.

O cantor entrega os trios no Campo Grande na sexta-feira (28 de fevereiro), na abertura do Furdunço, contando também com a participação do grupo Zárabe. Os trios contam com patrocínio de Candyall Entertainment e Schin e apoio de Mercedes-Benz. A realização é de Carlinhos Brown.

Também como parte do projeto Afródromo Revitaliza, as agremiações de Parintins Garantido e Caprichoso desfilarão com os blocos de índios Apaxes do Tororó e Comanches, no domingo, no Afródromo, realizando o desejo de intercâmbio cultural entre as manifestações. “Não é à toa que as nossas cores são as mesmas, poderemos ver isso na avenida”, anuncia o Cacique do Candeal, se referindo a coincidência de cores entre Apaxes e Garantido (vermelho) e Comanches e Caprichoso (azul). Cada boi trará cerca de 30 componentes, entre levantador de toadas, músicos, dançarinos e outros. Realização: Afródromo Revitaliza e Candyall Entertainment.

#comboioafródromo

Em um movimento iniciado em 2013 junto com a Liga dos Blocos Afros da Bahia, foi proposta a criação do Afródromo, um circuito por onde desfilariam as entidades afros do carnaval, dando visibilidade ao que é o cerne da nossa cultura carnavalesca. Em 2014, o Afródromo ganha um horário exclusivo em três dias para o desfile dessas entidades no circuito do Campo Grande (18h30 às 21h30, domingo, segunda e terça). E Brown comemora: “A música da Bahia surge da miscigenação e das manifestações da cultura negra, é preciso um movimento para que isso seja visto”.

A participação do Cacique acontece no domingo, no Comboio Afródromo, formado por 200 percussionistas, pelo Grêmio Recreativo Escola de Samba Lira Imperial do Samba, dançarinos, alegorias e 19 entidades afros. Os cantores Lazzo Matumbi e Tonho Matéria também participam do desfile.

O Comboio Afródromo conta com os patrocínios de CAIXA e Schin e apoio da Prefeitura da Cidade de Salvador e do Governo do Estado da Bahia. O projeto é uma realização de Carlinhos Brown, Janela do Mundo, Ministério da Cultura e Governo Federal.

#carnavalizar

O já tradicional Camarote Andante volta às ruas depois de uma pausa no ano passado (2013), reafirmando a característica democrática e popular da festa. “A cultura tem que ter independência, o carnaval é um espaço de mobilização popular, todos têm espaço de criar e de fazer folia”, completa sobre a liberdade cultural da festa. O trio elétrico independente de Brown leva música e diversidade para a Barra, na segunda-feira, às 21h30, e contará com a participação especial da paraibana Lucy Alves.

O Arrastão também estará de volta na Quarta-feira de Cinzas, fechando a folia de Momo, com Brown acompanhado por Timbaleiros, para alegria do foliões. Antes, para abrir o Carnaval Cultural do Pelourinho, o multiartista faz show na sexta-feira (28 de fevereiro), no Largo do Pelourinho, às 21h. No sábado, o show é no Camarote da Schin, em Ondina.

Camarote Andante e Arrastão contam com patrocínio de CAIXA, Schin e Club Social. A realização é de Carlinhos Brown, Janela do Mundo, Ministério da Cultura e Governo Federal.

#carnaval2014

Sexta-feira, 28/fev
Campo Grande – Furdunço – entrega da Caetanave com Armandinho e Lateral Elétrica; entrega do Garrafão com Varanda Elétrica.
Carnaval Cultural – Largo do Pelourinho – 21h

Sábado, 1º/mar
Camarote Schin – Ondina

Domingo, 2/mar
Comboio Afródromo – Campo Grande

Segunda-feira, 3/mar
Camarote Andante – Barra-Ondina – 21h30

Quarta, 5/mar
Arrastão – Barra-Ondina

Programação dos trios Caetanave e Garrafão:
Sexta – Campo Grande  Caetanave com Lateral Elétrica // Garrafão com Varanda Elétrica
Sábado – Barra  Caetanave com Amanda Santiago // Garrafão com Lateral Elétrica
Domingo – Afródromo
Segunda – Barra – Caetanave com Luiz Caldas // Garrafão com Varanda Elétrica
Terça – Afródromo
Quarta – Arrastão

#transmissão

Numa parceria com o Irdeb, Comboio Afródromo e Camarote Andante serão transmitidos pela TVE. O desfile completo do Camarote Andante será transmitido através do portal www.irdeb.ba.gov.br

#35carnavais

·      Carlinhos Brown omeçou a carreira como percussionista em Salvador, nos anos 1980. Subiu a primeira vez em um trio elétrico com a banda de rock Mar Revolto.

·      Em pouco tempo, estava tocando com Luiz Caldas e logo depois com Caetano Veloso durante a turnê Estrangeiro. Na mesma época, Caetano gravou “Meia Lua Inteira”, de autoria de Brown, que foi sucesso nacional na trilha da novela “Tieta”, da Rede Globo.

·      Já em 1985, alcançou a marca de 26 músicas tocando simultaneamente no rádio. Por esta façanha, recebeu o Troféu Caymmi, mais importante prêmio da música baiana.

·      Projeção internacional em 1985 através do disco “Brasileiro”, de Sergio Mendes, que ganhou o Grammy de Melhor Álbum de World Music. Nele, cinco das 12 faixas são de autoria de Brown.

·      No final dos anos 1980, redescobriu e “reinventou” o timbau e sua sonoridade, criando assim um dos grupos musicais mais bem-sucedidos da música brasileira, a Timbalada.

·      Criou diversos outros grupos musicais, como Vai quem Vem, Bolacha Maria, Lactomia, Zárabe, Hip Hop Roots e Candombless;

·      Criou do Candyall Guetho Square, que marcou a efervescência musical dos anos 1990, em Salvador, e deu o pontapé inicial, com a Timbalada, para o formato dos “ensaios” pré-carnavalescos adotados por diversos artistas posteriormente.

·      Em 1994, criou a Associação Pracatum Ação Social. Mais que uma escola de música, a Pracatum é um centro de referência que oferece cursos de formação profissional em moda, costura, reciclagem, além de promover cursos de idiomas e oficinas de capoeira, dança e de temáticas ligadas à cultura afro-brasileira.

·      Nestes anos de carreira, Carlinhos Brown já formou mais de 5 mil músicos. Muitos deles hoje são percussionistas de sucesso, em carreira solo ou tocando com artistas internacionais.

·      Já compôs mais de 600 músicas.

·      Já foi gravado por Maria Bethânia, Marisa Monte, Paralamas do Sucesso, Caetano Veloso, Gal Costa, Simone, Erasmo Carlos, Nando Reis, Cássia Eller, Daniela Mercury, Elza Soares, Jovanotti, Angelique Kidjo, dentre outros.

·      Tem nove trabalhos solos lançados, entre CDs e DVDs, desde 1996.

·      “Alfagamabetizado”, seu primeiro disco-solo, entrou para a lista dos “1001 discos para ouvir antes de morrer”, coletânea organizada por 90 críticos musicais respeitados em todo o mundo.

·      Produziu os 11 CDs da Timbalada e vários CDs de outros artistas, como Margareth Menezes, Arnaldo Antunes, Sergio Mendes, entre outros.

·      Inverteu a posição do surdo, criando uma nova forma de tocar esse instrumento de percussão, que ficou conhecido como surdo-virado e que foi usado por diversos artistas em seus álbuns e shows.

·      Em 2002, junto com Marisa Monte e Arnaldo Antunes, lançou o projeto “Tribalistas”, em CD e DVD, que rendeu diversos hits nas paradas de sucesso do Brasil e do mundo, além de um Grammy Latino e um disco de diamantes pela venda de mais de 1 milhão de cópias.

·      Gravou, em 2004, do álbum Candyall Beat, com Dj Dero, rendendo o hit Mariacaipirinha.

·      Pela sua trajetória social, ganhou diversos prêmios, como o “12 meses, 12 causas”, prêmio promovido pelo Telecinco, mais importante canal de TV espanhol.

·      Em 2004, promoveu o maior carnaval da Europa, reunindo mais de 400 mil pessoas nas ruas de Barcelona, em 2004, na abertura do Fórum Universal das Culturas.

·      Em 2005, voltou à Espanha, promovendo carnavais com o Camarote Andante, seu trio elétrico, pelas ruas de Valencia, Sevilla, Bilbao, Barcelona e Madri. Em Barcelona, o público alcançou o espantoso número de mais de 1 milhão de pessoas.

·      Em 2004 também foi lançado na Espanha o filme “El Milagro de Candeal”, dirigido pelo premiado cineasta espanhol Fernando Trueba. O filme retrata a comunidade do Candeal através dos olhos do músico cubano Bebo Valdés, em sua primeira visita à Bahia, aos 83 anos, e seu encontro musical com Carlinhos Brown. No mesmo ano, é lançada a trilha sonora do filme, com 13 músicas compostas ou adaptadas por Carlinhos Brown. O filme ganhou o Prêmio Goya 2005, na Espanha, por Melhor Canção Original (“Zambie Mameto”);

·      Em 2005, ganhou o Grammy Latino de Melhor Álbum POP Contemporâneo Brasileiro, pelo disco “Carlito Marón”.

·      Em 2007, Brown revitalizou o antigo Mercado do Ouro, no Comércio, dando início ao Museu du Ritmo, onde acontecem eventos como Sarau du Brown, Ensaio da Timbalada, Pérolas Mistas, entre outros. Em 2013, foi assinado um termo de cooperação com a Caixa, que tornará o espaço Caixa Cultural.

·      Em 2007, foi apontado pelo ECAD como maior arrecadador de direitos autorais do Norte / Nordeste e o segundo no Brasil, em execuções em show, ficando atrás somente de Chico Buarque.

·      Em 2012, levou cerca de 300 mil pessoas às ruas da cidade de Cádiz, no sul da Espanha, numa comemoração ao bicentenário da primeira constituição espanhola.

·      Também em 2012, participou do número brasileiro no encerramento dos Jogos Paralímpicos de Londres, ao lado dos Paralamas do Sucesso, Thalma de Freitas e Batalha do Passinho, sob a direção de Daniela Thomas e Cao Hamburger.

·      Produziu a trilha sonora da animação RIO, da Fox Filme, e pore la foi indicado ao Oscar em 2012. Participou também da trilha de RIO 2, que sera lançado no mês de março.

·      Em 2012, realizou sua primeira exposição, O Olhar que Ouve, com curadoria de Matilde Matos, reunindo seu trabalho de pintura. A exposição passou inclusive pelo Palácio do Planalto.

·      Em 2012 e 2013, participou como técnico do programa The Voice Brasil, da Rede Globo, um dos projetos de maior popularidade da emissora nos últimos anos.

·      Seu disco mais recente é Marabô, no qual acredita e reafirma que a música que se faz na Bahia, seu ponto de origem, é potente e, ainda, extremamente bem aceita mundo afora. A axé music, da qual é um dos criadores, percorre, de formas diferentes, todas as faixas de Marabô, sendo defendida pelo cantor não apenas como música para embalar carnavais, mas como algo muito maior – como uma linguagem artística identitária da Bahia.
 
Topo