Menu

Arrocha, pagode e samba agitaram a noite, quando inúmeros ritmos invadiram o circuito da folia.
O penúltimo dia da Micareta de Jacobina reforçou a promessa de levar a diversidade para as ruas da cidade. No meio da tarde começaram a sair as primeiras atrações. “Os Cãos”, grupo tradicional invadiu as ruas, com os homens pintados de preto.  Em seguida o bloco Simplesmente Aurora, foi seguido pelo grupo da melhor idade, resgatando os antigos clubes de carnaval e colocando todo mundo para cantar as marchinhas. Bandas da cidade também tiveram espaço na festa e foram acompanhados por foliões. Luis Caldas, o rei do axé, colocou todo mundo para dançar com músicas que marcaram os carnavais, como “Fricote” e “Tieta”. Dando continuidade a noite, a banda Seu Maxixe fez os jacobinenses curtirem o sertanejo, embalando com romantismo quem estava pelo circuito. Para deixar a mistura ainda mais marcante, o cantor Ed City comandou mais um bloco da micareta. O pagode eletrizante do cantor não deixou ninguém parado e uma multidão seguiu o trio. Logo atrás do trio do pagode, quem comandou a festa foi a cantora Ju Moraes, apresentando o samba com releituras de clássicos da MPB! O público acompanhou seguindo os passos e cantando o repertório da banda. O Cheiro de Amor, com a cantora Vina Calmon, embalou a multidão com os clássicos do axé. Em diversos momentos Vina falou da felicidade de cantar na cidade e participar da festa que este ano completa 102 anos. O fenômeno Pablo, o rei do arrocha, veio em seguida e a milhares de pessoas seguiram o trio do cantor. Embalando as músicas do começo da carreira, o cantor formou um coro de inúmeras vozes, com o público cantando todos os sucessos! O mar de gente que se formou ao redor do trio do cantor jamais foi visto na micareta da cidade. A banda Jammil, sob o comando de Levi seguiu no mesmo clima e agitou a galera, que não parou um minuto. Atrações locais encerram a penúltima noite. A festa ainda traz amanhã, no último dia de festa, atrações de destaque no cenário da música nacional representando os ritmos do axé, pagode, arrocha, samba e reggae. Tuca Fernandes, Psirico, Adão Negro, além de vários blocos privados e de diversas atrações locais que ainda passam pelo circuito da folia jacobinense.
 
Topo